O livro de Culinária da Vovó Palmirinha

Deixe um comentário

11/06/2015 por Radoc Lobo

O livro de Culinária da Vovó Palmirinha

capa final papiroreceita papiro

capa finalcapa final papiro

Apresento aqui duas versões de um mesmo livro de culinária, que não foi escrito durante no antigo Egito pois, os egípcios não conheciam frango naquela época, todos os demais símbolos poderiam ser encontrados no naquele período.

Justificativa

Escolhi fazer uma receita com estética egípcia pois acho interessante as culturas cuja escrita é representativa e quis adaptar essa mesma característica para um contexto atual que poderia aceitar essa linguagem.

A Palmirinha Onofre é atualmente uma das maiores referências no que se trata à culinária popular com programas que apresentou ao longo dos anos em canais de TV aberta assumindo esse título de “vó” da televisão brasileira.

A receita deve ser lida da esquerda para a direita, de cima para baixo.

A primeira linha são os itens necessários:

  • 1 Vasilha
  • 1 Ave
  • 1 Cebola
  • Sal
  • Galhos de alecrim e manjericão ou ervas finas desidratadas

Segunda linha se refere à preparação

  • Limpe o frango
  • Lave e retire os miúdos
  • Seque-o
  • Passe sal nele
  • Adicione os demais ingredientes

Terceira linha é a parte do cozimento.

  • Coloque tudo para cozinhar
  • Leve ao forno
  • Observe
  • Espere ficar pronto
  • Retire e sirva

Tenha uma refeição digna dos deuses.

História

Os egípcios eram muito privilegiados pela existência do rio Nilo.

À margem do rio existiam diversas fazendas que aproveitavam a riqueza do solo fértil.

A base da alimentação dos egípcios era o pão, feito com trigo e água.

A maior parte da população se alimentava de peixes mas, para os membros mais ricos da sociedade, também existia uma boa variedade de carnes com cabras, ovelhas, bois, etc.

Os egípcios usavam figuras para escrever chamadas hieróglifos, que é considerado o segundo mais antigo sistema de escrita da história, mesmo tendo sido desenvolvida quase ao mesmo tempo que a escrita cuneiforme dos sumérios por volta de 4000 a. C.

Os egípcios acreditavam que a escrita havia sido inventada pela deusa Seshat e ensinada aos humanos pelo deus Thoth e davam aos hieróglifos o nome de medju-netjer, que significa palavras dos deuses. Quem deu o nome de hieroglífica para a escrita egípcia foram os gregos.

Os escribas eram os sacerdotes que, na hierarquia social, estavam acima de todos, exceto do faraó.

Eles escreviam na cerâmica e em papiro que é um tipo de planta que retirada das margens do Nilo

Eles tinham regras muito específicas para suas representações e praticamente não houve modificação ao longo dos 3500 anos em que foi utilizada.

As representações sempre deveriam apresentar a melhor forma que a figura possuía.

Um olho sempre era apresentado de lado, enquanto o rosto estava de perfil, por exemplo.

Referências

http://antigoegito.org/cozinha-bebidas-e-comidas/

http://www.fascinioegito.sh06.com/hierogli.htm

http://www.infoescola.com/civilizacao-egipcia/hieroglifos/

http://tripwow.tripadvisor.com/slideshow-photo/hieroglyphic-food-by-travelpod-member-appabob-aswan-egypt.html?sid=13592852&fid=tp-1

http://www.aovivonet.com/mumias-egipcias-grande-arte/

http://sdi.letras.up.pt/uploads/pdfs/Papiro.pdf

http://www.tudogostoso.com.br/receita/6303-frango-assado-inteiro-e-descomplicado.html

PS

O mais legal é ter apresentado isso na faculdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: