Violência, influencia e videogames

Deixe um comentário

05/06/2015 por Radoc Lobo

Foi lançado recentemente o jogo Hatred.

O jogo que pode ser resumido como “mate o máximo que puder do pior jeito que puder” trouxe novamente uma antiga discussão: Videogames violentos geram pessoas violentas?

Entra ano, sai ano e sempre rola essa discussão.

Minha opinião é bem clara.

Videogames não criam pessoas violentas e influenciam tanto quanto cinema, novela, seriados etc.

Deixa eu dar um exemplo meu.

Eu não nunca bebi nada alcoólico na vida.

Por toda minha vida eu consumi filmes, desenhos, seriados e mais um monte de coisa que glorificava a bebida.

Não beber é muitas vezes visto negativamente pelas pessoas, ao ponto que passei a dizer: eu bebo apenas Dry Martini com uma fina casca de limão, batido e não mexido.

Por que sempre volta essa discussão.

Sou uma pessoa que decidiu não adotar um hábito comum, então como um jogo me mudaria?

Sou a favor da existência de qualquer tipo de jogo.

Se quer fazer um jogo sobre assassinatos, estupro ou pôneis saltitantes, faça e depois se vire para vender.

Não se pode mais dizer hoje em dia que uma pessoa comprou o jogo sem saber do conteúdo.

Pelo lado da industria temos trailers, previews, sinopse, classificação etária e a própria capa enquanto, pelo lado do jogador, tem forums, comunidades e vídeos no youtube.

É quase impossivel voce não receber alguma informação.

As mídias podem influenciar as pessoas e dar uma forma à ideias, mas essas idéias só vão crescer em terreno fértil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: