#MeuComentário – [PixN] 39 – Evil Within, Injustice, Nintendo Direct

Deixe um comentário

25/04/2013 por Radoc Lobo

Link do programa

http://cidadegamer.com.br/2013/04/23/podcast-noticias-bethesda-curiosity-nintendo-direct-injustice-lobo/

 

Molyneux me deixa cada vez mais curioso em relação ao seu jogo.
Acho que no fim vai ter uma trollface para o ganhador ou vai ter uma coisa foda, tipo um convite dourado do Willy Wonka.
Agora que ele destravou o cheat de dinheiro infinito, eu fico ainda mais curioso para saber o que virá daqui por diante da mente dele.

Esse é o ano do Luigi, então lançam um jogo onde o Luigi sonha com a mina do irmão e o Mario invade a mente dele para garantir que nem em sonhos o Luigi se de bem.
até concordo que o futuro da Nintendo está nos portáteis, mas pelo mesmo motivo que os PCs estão vendendo cada vez menos, ainda mais por que, quem só quer uma experiencia casual, nem precisa ter todo aquele incomodo e preocupação de compatibilidade, conexões via cabo, etc.

Um jogo de terror feito pela Bethesda parece ter muito potencial.
Mesmo que não ocorra num mundo aberto, é possível fazer algo repleto de possibilidades, acho até uma boa escolha, pois permite um game mais refinado e com menos bugs.
Acho a ideia de algo místico para um terror mais interessante do que uma ficção científica pois poupa o tempo gasto com o com explicações técnicas e permite direcionar o roteiro para o terror e o susto.

*Sobre o trailer.
Acho válida e gosto muito da idéia de fazer um live action.
Pelo menos, se o jogo for ruim, uma série ou filme pode salvar a empresa dos gastos. Tirando isso, faz com que o debate inicial gire em torno da trama e não dos gráficos.
Hoje em dia se perde tanto tempo falando de gráfico que eles acabam se tornando o principal do jogo, quando deveriam ser apenas mais uma ferramenta do roteiro.
Esse tipo de divulgação com Live Actions também ja foi usada no passado, em Halo, Assassins Creed (que foi citado), na série F.E.A.R. e até no primeiro Resident Evil.
Pesquisando para esse comentário achei uma lista interessante:
http://www.noobfeed.com/blog_infos/view/3738

 

 

Eu nunca fui leitor de quadrinhos. É um tipo de mídia que não consigo me adaptar (mesmo assim sei quem é o DeadPool).

Lobo é um personagem overpower desconhecido pelo grande público, assim como o próprio DeadPool, então não faz falta numa primeira leva de personagens.
Usá-lo como chamariz para vender mais é muito válido, pois adiciona ao jogo um nicho a mais.
Quem quiser um jogo de luta sem compromisso, estará satisfeito, mas quem quiser algo mais focado nos personagens terá o mesmo produto com uma experiencia muito diferente.
Aproveitando, eu queria falar sobre umas críticas que vi sobre os personagens e as roupas, principalmente quando falavam “Até o Flash esta de armadura”.
No mundo dos quadrinhos, todo mundo deveria usar armadura e mesmo assim ninguem sobreviveria por muito tempo. O próprio Flash viraria farelo só com o atrito do ar.
Estilização não mata personagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: