#MeuComentário – Braincast 56 – Videogame é arte?

Deixe um comentário

27/03/2013 por Radoc Lobo

Link do programa
http://www.brainstorm9.com.br/35634/braincast9/braincast-56-videogame-e-arte/
 
Gosto de dividir as filmes e jogos em três categorias: entretenimento, arte e entretenimento e arte.
Mercenários 2 é um ótimo entretenimento, mas não tem nada de artístico, enquanto tem diversos filmes que são pura arte e são chatos demais.
 
Acho que o videogame é o irmão caçula do cinema, já que tem muitas características semelhantes.
Assim como um filme tem uma grande equipe mas, o que conta é a visão do diretor, num jogo também é assim.
Existe o trabalho de programação, desenho e tudo mais porém, é a visão do diretor que conta.
Existem muitos jogos indies que são autorais e artísticos, assim como milhares de filmes são feitos e são poucos conhecidos então, para evitar parecer um “hipster”, “cult” falando de coisas que ninguém conhece, tentarei usar apenas jogos “Triple A”
 
Os jogos são feitos de um conjunto de elementos, basicamente temos gráfico, trilha sonora, roteiro e a jogabilidade.
 
O jogo Deus Ex: Human Revolution
Ambientação
Mundo futurista onde as próteses se tornaram tão boas, populares e eficientes que as pessoas começaram a tirar partes do próprio corpo para colocar próteses robóticas para se tornar mais rápido, mais forte, etc.
Por que é arte?
O jogo faz uma crítica social sobre a própria humanidade e o uso de usos artificiais.
Caminhando pelos suburbios de uma cidade é possível ouvir uma conversa de um cara tentando convencer uma prostituta para ela colocar próteses nela para satisfazer mais os clientes. É uma grande crítica a banalização do corpo e a pessoa pode jogar isso sem nunca ouvir esse diálogo. 
 
Os links a seguir são Spoilers do jogo Batman Arkham City, então não comentarei sobre eles.
http://www.londongamesart.com/gallery/CainAbelLarge.jpg
http://youtu.be/DMYF3xNd4HM?t=13m7s
 
Video comparando músicas de Sonic 3 (1994) com músicas do Michael Jackson.
http://www.youtube.com/watch?v=F706lyoo_f0
 
Quem pode negar que a musica tema de Skyrim é um arte?
http://www.youtube.com/watch?v=UsnRQJxanVM
 
A história de Assassin’s Creed nem dá para falar de tão rica que é.
Uma curiosidade sobre ela é que o time de historiadores que ajudou na concepção seguiu o que eles chamaram de regra dos 30 segundos, se você encontrar algo no jogo que está errado em menos de 30 segundos de busca na internet, eles consideram como uma falha no projeto.
 
O trabalho de arte de Alice Madness Returns também é surpreendente.
http://conceptartworld.com/wp-content/uploads/2011/05/Art_of_Alice_Madness_Returns_06a.jpg
 
No episódio foi citado o Bioshock Infinite mas, o primeiro Bioshock já apresentava diversas críticas a sociedade nos primeiros momentos de jogo, mas esse email já está grande demais, se eu começar a falar de Bioshock já haverá pauta para um Braincast inteiro e se inclui-se jogos indie também… ia faltar tinta na caneta do Word.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: