ARQUIVO ADÃO E EVA

Deixe um comentário

08/01/2010 por Radoc Lobo

Este planeta tem sido muito útil para nosso estudo de genética.
Mesmo após muitas gerações de maquinas capazes de se modificar e evoluir adaptando-se ao ambiente e as mudanças climáticas da região em que vivem, ainda consideram muita ousadia os nossos feitos.
Já falhamos antes nessas experiências, o que resultou em um catastrófico ato de destruição, aniquilação e extinção de muitos espécimes de fascinantes máquinas (atualmente conhecidos como dinossauros).
Nossa mais ousada criação foi a máquina dotada de curiosidade e capacidade de aprendizado, após muitas outras, uma máquina nova parecia fácil de formar até começar a se tornar um tipo de “passatempo” criar outra espécie.
O desafio desta vez estava na complexidade do programa de aprendizado e perigo da busca por novos conhecimentos.
Usamos para desenvolver este intelecto um elemento abundante nos planetas, a eletricidade, este elemento é muito usado em nossos veículos por sua propriedade magnética de atração e repulsão (seria muita presunção ocultar e até mesmo negar o fato de que houve muitas dificuldades para descobrir um jeito de aperfeiçoar o cérebro usado anteriormente na máquina mesmo avançada) o que facilita muito a implantação de idéias na mente de nossas criações.
Adão e Eva são os nomes escolhidos aleatoriamente para as primeiras máquinas de uma nova raça.
Até os tempos atuais a humanidade tem seguido fielmente o programa-história, a influência magnética e as ondas de rádio do sol (uma estrela artificial) permitem implantar “idéias” em cada uma das nossas criações.
Embora previsível, a busca do conhecimento da história própria e geral e a precipitada erronia formulação de teorias tem se apresentado cada vez mais fascinantes.
Apesar de muito ligado à programação, a conexão remota com o mainframe do sistema e diversos bugs estão aproximando cada vez mais a humanidade de seus criadores.
Apenas Adão e Eva eram perfeitos e absolutamente controláveis e cada geração este controle diminui de forma imprevisível, tenho medo do que a humanidade pode fazer.
O mal do inventor é não acreditar em sua criação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: